quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Não foi eu, mãe!!

Todos os dias nós vemos no jornal inúmeras reportagens a respeito do Senado, da Câmara de deputados, vereadores. Ouvimos no “boca-boca” sobre as atrocidades políticas que acontecem o tempo todo.
Manifestações em prol de uma determinada, específica e restrita classe de pessoas.
Nunca vi um Sindicato se manifestar em prol de coisas que não defendessem nada além do que seus próprios interesses.
Professores lutam por melhores condições para o professorado. Policiais fazem greve para exigir melhores pagamentos para Policiais. Metalúrgicos se manifestam contra a ameaça de uma demissão em massa de? Vamos ver se você advinha: Metalúrgicos!
O que há de tão diferente quando nos jornais vemos que os Senadores estão se mobilizando para melhorar as condições de quem? Dos senadores. Ou os deputados. Ou os vereadores?
Aí alguém vai dizer: “Ah mas esses caras tem poder para mudar as coisas para a população em geral! Eles estão lá para lutar por nós, não por eles!”

E eu pergunto:
Desde quando no Brasil se lutou por algo que não fosse de interesse próprio?
Quando você viu o Povo em geral se mobilizando para mudar algum interesse que beneficiaria outrem?
No voto obrigatório? No Movimento Estudantil? Ah, no Movimento Estudantil havia um único inimigo em comum, capaz de unir até opiniões divergentes. E esta geração é absurdamente invejável e merece todo respeito e consideração.
Mas quando você ouviu dizer que Policiais Civis fizeram greve para melhorar o saneamento básico no bairro da periferia que eles diariamente acessam?
Quando que o sindicato dos metalúrgicos fez uma greve para que o salário dos professores dos seus filhos e gerações futuras fosse aumentado?
Quando houve uma greve de ônibus exigindo que a Saúde Pública fosse considerada prioritária?
Eu sei a resposta! Você sabe, ou ainda está pensando?
n-u-n-c-a
E por que? Culpa do governo, como gostam de falar? Quem é motorista, professor, metalúrgico, estudante, policial, senador, deputado, vereador?
O POVO!
Todos nasceram e cresceram dentro de uma mesma filosofia cultural. A filosofia do “CUIDAR DO MEU INTERESSE”!
Então eu voto. Coloco alguém lá no congresso para que? Vamos ver se você está me acompanhando... Para????
CUIDAR DO MEU INTERESSE!
Isso significa que culturalmente não nos interessamos por nada além de nós mesmos concorda?
E ainda digo mais, o cara que elegemos para estar no congresso é visto por nós – não como nosso representante – mas o cara que é pago para fazer por mim e isso me isenta de fazer qualquer coisa. Ele está lá. Dane-se minha postura mesquinha e egocêntrica. Ele que deve fazer diferente, não eu.
O Congresso ainda é muito distante para o POVO.
Qual é a política social da sua casa? Da sua sala de aula? No seu ambiente de trabalho?Tem diferença de classes, poder aquisitivo, esforço e reconhecimento, preconceito e segregação?
Por que jogar a bomba e a culpa naquilo que está longe de nós? Porque assim ficamos isentos. Nos inocentamos de um crime cujas provas nós mesmos fraudamos. E somos culpados.
Muda! Tente entender as relações sociais e políticas ao seu redor. Quem são seus pais, seus colegas de trabalho, seus amigos de sala? São como senadores, vereadores e sindicalistas? Eles tratam todos de forma igualitária e honesta, como nós queremos ser tratados pelo “governo”, pelo “prefeito”? E nós, quem somos nós? Cuidamos só do nosso interesse? Você é assim! Ou vai mentir dizendo que não? Você não faz nada há muito tempo e acha que a culpa é dos outros... (?)
Ou o que você faria caso fosse um “político”? Cuidaria do seu interesse como fez a vida inteira ou sofreria uma mudança de comportamento miraculosa? PLIM!
Analise a POLÍTICA que acontece 24 horas por dia ao seu redor. O que você faria por todos aqueles que convivem contigo? Depois que enxergar isso, começará a ver o que faria por todos aqueles que não convivem contigo... depois que enxergar isso, começará a ver o que faria por todos aqueles que vivem em todo o lugar... e isso só será uma utopia caso você se convença de que não existe, de que não vive num mundo real, cercado de política social, de pobreza de espírito e má vontade. Então se dará conta de que está muito vivo e que nada disso é apenas bonito de se ler. Isso é belo de SER VIVIDO!
Vivemos num mundo que é o reflexo do que nós somos e culpamos o fabricante do espelho!

28 comentários:

Suellen Nara disse...

Infelismente o mundo é egoísta. Escolher o caminho que nos favorece mais é muito mais cômodo.
Não é só na política que isso acontece. Em todo lugar as pessoas estão cada vez mais individualistas. Se eu trabalhasse na política, com certeza iria fazer mais pelo próximo, mas como uma obrigaçao minha e não/nem sempre por interesse. Porque hoje em dia, quase ninguém age por interesse próprio, quem diria um político.

É o que penso.
Valeu.

Michell Niero disse...

Brilhante. O mito de um Brasil solidário, de mãos dadas, precisa ser quebrado. Esse egoísmo começou a ficar mais evidente com a passagem do campo pra cidade. Verticalizamos a nossa vida, colocamos portões em nossas ruas, olhamos feito para o "mal encarado", geralmente negro, que passa em nossa rua e ainda somos tidos como corteses e solidários.

Somos grandes hipócritas em criticar o governo. Grandes hipócritas que não percebem que, ao jogar uma pedra nos políticos, ela cai sobre nós. O que ocorre lá e justamente o reflexo da nossa omissão, do nosso egoísmo, do comportamento corrupto que sempre ocorre na esquina da rua mas nunca com a gente.

Parabéns pela reflexão

J. C. David disse...

Diretas Já...e campanha da legalidade. São exemplos de busca por interesses de outros, além de ações de Betinho, Dom Helder, Darcy Ribeiro, Paulo Freire..etc..etc..

epifannias disse...

Parabens pelo texto, ficou perfeito o Brasil d maos ,ou melhor, nao so o Brasil mais todo o mundo d maos dadas tudo se modifica

AYLA disse...

É da natureza do ser humano ser assim egoísta geralmente nós pensamos se não vejo por mim quem verá...
por isso está o mundo desse geito por falta de integração...

Nicolle Longobardi disse...

Concordo plenamente! Como sempre o egoísmo prevalece,as pessoas são pensam em si próprias.E continuam com aquela ridícula ideologia de " a minha atitude depende da sua".Que é patética e não vale de nada!
Aguardo sua visita!Beeijos

danisiinha disse...

e o que nos provoca é uma sensaçao de impotencia enorme.... oq fazer para que as pessoas vejam as outras e nao so a si mesmos...! otimo texto !

War Inside My Head disse...

Adorei o Texto, bem fortuito e bem informativo!
Beijos e bom final de semana!

grupo gauche disse...

você tem razão no seu texto, e sua reflexão agrega muito, tomara que as pessoas leiam e tb reflitam sobre tudo isso como vc tão bem o fez

ღ_☆Lu☆_ღ disse...

Se eu disesse que sou diferente disso tudo, eu estaria mentindo. Vivemos sim em uma sociedade egoísta que reclama tudo para si, fruto de gerações e gerações de pensamentos hipócritas. Mas para que pensar no outro, não é assim que todos pensam? Já que o outro não paga a sua comida, suas contas, ele que se dane, não é mesmo? Temos o mundo que merecemos, e só cabe a nós mesmos refletirmos e mudarmos nossas concepções. Pena que nem todos querem isso

Luis Filipe disse...

é dificil comentar sobre politica, pois a situação do brasil está piorando cada vez mais, os politicos estão pensando em si mesmos e destruindo o brasil que eles prometera melhorar, e é nessas horas que agente pensa, pra que serve o voto então?

O Autor Do Submundo disse...

Olá!
Tenho um selo para o seu Blog...
Passa lá!
http://oautordosubmundo.blogspot.com/2009/02/premio-meme-olha-que-blog-maneiro.html

Viviane Righi disse...

Deixando um pedacinho de mim, eu digo a você que o que foi escrito é mesmo a nossa realidade e que essa foi uma excelente reflexão.

Digo ainda que existem justíssimas excessões. Já realizei muitos trabalhos voluntários em favor do próximo, com todo amor, carinho e dedicação, bem como várias pessoas que conheço. Muitas vezes, a ajuda social não é oferecida através de bens materiais, mas também através de um acolhimento na hora certa, de um saber ouvir, de uma boa orientação para aqueles que precisam. Muitas vezes, até um sorriso sincero pode ajudar alguém.

Sou aqui de BH e me identifiquei muito com a proposta do grupo. Que pena que não estou em SP...

Mas, com certeza, faço a minha parte por aqui e acho que não deixarei de fazer nunca.

Abraços e parabéns pelo belo trabalho!

Léo disse...

Concordo com a Suelem, adoro seu blog, estive aqui ontem de madrugada e viajei muito.

PS: convido à vc novamente a ir no meu blog e deixar sua opnião em um novo debate que criei,pesso que me ajude de novo nessa nova quetão.

http://leozukinho18.blogspot.com

paulinho damascena disse...

Parabéns!!
O texto mostra que a dona do Blog está super atualizada e antenada. Gostei muito!!!!

espero sua visita ao meu Blog

Annah Lyane disse...

www.bolinhas-flutuantes.blogspot.com
postei a 'continuação' da história se quser continuar acompanhando
=D

b disse...

Tudo começa com a ignorância a respeito de si mesmo enquanto povo, mas não nação.
Prá que olhar o espelho, se tem a tv?
As bundas e os beijos na tv?
A grama com bola correndo?
Mas vou falar atá coisa feia aqui.
Sou antiga, sabe?
Qdo a capital federal era no Rio de Janeiro, o povo ia prá frente do Palácio do Catete se manifestar.
JK ganhou babas de $ dos americanos, prá enterrar o país no Planalto Central do Brasil.
Quem chega perto dos crápulas?
Só os vassalos diretos e indiretos, que tão bem na situação.
O "poder" longe.
Por isso tá lá Brasília .
50 anos em 5 prá desorientar um povo que reagia- isso sim!
Desculpem quem nasceu em Brasília não tem culpa.
Prefiro dizer que nasceram em Goiás.
Obrigada.

Maldita Futebol Clube disse...

O mundo é o que é , e pune na hora....somos uma raça descuidada e egoista ... eu vi esses dias planeta dos macacos com Charlton Heston, datado de 1976 e como a raça humana é criticada e como o discurso 32 anos depois se mostra atual.! abs, o blog de você s é um show!

Éter Na Mente disse...

Assino embaixo cada frase do seu texto.
E com a alienação que vemos por ai, a tendência é piorar.

Abraços

Nat Valarini disse...

Bom dia!

Pois é, no momento de falar em união, solidariedade, todos estão sempre se prontificando a encher a boca e bataer no peito de que 'fazem e acontecem'. Porém, quando é necessária a união, a população divide-se em pequenos grupos apr atentar defender-se de maneira individual.
E a culpa de tudos isso realmente é da população que vota, que forma sindicatos, enfim, de quem escolhe ou dá a alguém o poder de decisão.

Em tempo: Passei para lhes avisar que indiquei este blog para receber um selo.

Passe no 'Garota Pendurada' para resgatá-lo.

Kiso

http://garotapendurada.blogspot.com/

jheison disse...

tenho um selo lá no meu blog para vc...


entre lá e o pegue...

ok?

abraçaooooo

LuDe disse...

Oii!!

Tem selos para você no nosso Blog!
Vc merece!! ;)

Parabéns pelo Blog!!
Muito bom mesmo!

E obrigada pelo coment tb.

Se quiser fazer parceria, adoraríamos!

Bjuus!

Marcelle Lins disse...

O mundoo é realmentee egoistaa, mas eu não. E, sabe por que ??
rsss

Adoreii a postagem, e to aproveitando o bonde dela pra dizer que tem mais um selo pra vcs lá no meu blog !!

Beijoss !!

e Sucesso Sempree !!

Noise disse...

Até acho que, quase solitariamente, muitos de nós fazemos algo a favor de mudanças estruturais no status quo.

O problema é que o povo só é povo se todos nós, que, creio eu, brigamos por benefícios para o outro, nos articularmos e pensar seriamente numa proposta de organização popular, comunitária (ainda que comece pela empatia entre blogueiros), capaz de promover a união dessas pessoas (nós) e de movimentos populares a fim de promover, senão um estado de prosperidade geral, pelo menos um estado de coisas menos cruel, onde cada ser humano disponha do minimo indispensável à vida (não confundir com sobrevivência, por favor).

Sem essa articulação entre nós mesmos, estamos condenados a nos transformar em meros projetos-sem-voz e cibernéticos de Roberto Da Matta ou Darcy Ribeiro... intelectuais que, invariavelmente, chegam ao leito de morte celebrando a luta e lamentando a derrota.

Falta-nos, desculpem a expressão, é colhão de, pelo menos, nos reunirmos (nós, que ainda pensamos)que seja a partir de uma comunidade no Orkut e discutir as bases de uma nova proposta de movimento popular, capaz de, quando nada, deixar ferramentas suficientemente boas para um plano de trabalho efetivo aos nossos filhos e netos.

Perdoem o mal-humor, mas nós (eu, inclusive) somos absolutamente mais sensatos e inteligentes do que o rebanho coca-cola, pra nos contentarmos apenas com nossos desabafos.

B disse...

BOA NOISE!
VAMOS COMEÇAR COMO?
TÔ DENTRO!

Vítor Torrez disse...

Gisela,
Me impressionei com o texto.
A princípio, fiquei com preguiça de ler, mas depois que comecei...caramba! Uma verdadeira lição de vida.
A conscientização da população é algo praticamente utópico no Brasil, mas não podemos deixar de tentar, não é?

Gostei mesmo do blog e se tiver algum banner para que eu coloque no meu, ficarei feliz em divulgar seus textos. (é só mandar o código dele para o meu email, ou, caso não tenha banner, só me avise que eu coloco o link)

Parabéns!
Um beijo,
Vítor

Anônimo disse...

Que tal aparecer um BIM lade para jogar uma bomba em Brasilia quando os políticos forem votar mais aumento em seus salários ou projetos para se favorecerem?

Olhem quantas patifarias
Em: http://www.partidovergonhanacara.com/default.php

João Cirino Gomes disse...

ara o povo questionar, as premissas que embasam!
O presente colapso, econômico e social que passam!
Por conta disso, se acostumaram, a conviver com a economia!
Que financia o estelionato político, o caos social e a tirania!
O sistema capitalista está plenamente falido, e acompanha o spread bancário!
E da maneira que nos mostram, é uma aberração irrefutável e falsário!
Um grupo de bandidos, institucionalizados e banqueiro!
Empresta a 10% aos Estados, e a 100% ao Brasileiro!
E desse mesmo Estado 80%, serve para abastecer, a tal corrupção!
Porque o roubo está impregnado, nas entranhas do país e na mente do cidadão!
Tudo passa como "normal", enquanto que na verdade!
Este é um crime gigantesco inaceitável em sociedade!
Contra o povo brasileiro, produz somente flagelos; enquanto vão criando bandos de marginais perdidos!
Vão roubando o pão de crianças, concentrando o poder financeiro, nas mãos dos piores bandidos!
Tornam as verbas de nossos impostos, um crime ilícito, mas institucional!
E o povo nem percebe, que o político brasileiro é o CANCER NACIONAL!
Mas 2010 vêm aí, gente!
Vamos preparar o povo e a mente!
E fazer uma limpeza de cloaca, nessa elite neofascista!
Que infesta o presente, não desanime nem desista!
Seremos otimistas, temos forças e vamos em frente!
Retirar os corruptos, que degradam a sociedade inocente!
Eu não voto, e nem aceitarei ser representado por bandidos, ou ex-assaltantes e assassinos!
Não confiarei a chave dos cofres públicos, a quem roubou, mesmo correndo risco de ser preso ou morto!
Esta atitude seria o mesmo, que entregar um cheque em branco a um ex-ladrão!
Não vou ajudar a colocar uma raposa para cuidar do galinheiro!