sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

Palavras... apenas, Palavras... pequenas, Palavras!

Bem, de repente Gisela tem uma idéia de pedir uma definição, em pouquíssimas palavras, para alguns conceitos, ou palavras.
Nenhum poderia ler o do outro até que todos completassem a tabelinha.
Depois colocamos tudo junto pra ver no que dava.
Deu nisso! (hahahaha)

Uma pessoa pode ser definida pela sua maneira de:

1- Pensar;

2- Agir;

3- Se expressar.

A comunhão dessas três características se refletam na visão que uma pessoa tem do mundo e na forma de se relacionar com tudo ao seu redor.
Sobre a tabela... com certeza vamos continuar adicionando palavras. ;-)

10 comentários:

Anônimo disse...

Hola Niños!!!

Minha vez:
1-Enganação
2-Pensamento
3-Everywear
4-Para todos
5-Não conheço
6-Renegou
7-EUA
8-Lenda
9-João Baptista
10-Now
11-Sagrado não é Lei
12-Heresia

Gracias e fiquem com o Sr.

Anônimo disse...

Faltou 1:

Inferno - Criado por tudo que se move

Agora sim
Gracias

Fernanda Senger disse...

‘Uma pessoa pode ser definida pela sua maneira de:

1- Pensar;

2- Agir;

3- Se expressar.

A comunhão dessas três características se refletam na visão que uma pessoa tem do mundo e na forma de se relacionar com tudo ao seu redor.’


Definir uma pessoa por essas 3 características?
Aí complica, né?
Complica porque carecemos da prática de distinguir, e tem coisa que nem mesmo o dicionário ajuda. (http://fernandasenger.spaces.live.com/blog/cns!34068926FECEA7DF!393.entry)


Presumo que uma pessoa pode ser observada pela sua maneira de:

1- Pensar;

2- Agir;

3- Se expressar.

A comunhão dessas três características são um fotograma de um fragmento da visão que uma pessoa tem do mundo e na forma de se relacionar com tudo ao seu redor, captado através de lentes polidas pelas idiossincrasias nossas de cada dia.

MaFê

Felipe Melloso disse...

Olá Mafê, obrigado pelo "pitaco".

Quando afirmamos que define-se uma pessoa por essas 3 caracteristicas, antes de tudo, estamos dizendo que é assim que definimos nós mesmos.

Como você pode buscar a si mesmo, caminhar para a evolução "aqui" e "lá" sem que consiga se definir "agora", se entender, saber "por onde"?
Desnecessário, você pode dizer. Mas caminhar no escuro é uma boa e secular desculpa que nos traz ao que somos hoje.

A forma como você pensa, transforma esse pensamento em ação e a maneira como você o expressa (você fez isso aqui agora) define como você é... principalmente pra você!
Sentimentos não nos definem quando não viram ação, nem afetam nossa forma de pensar e expressar.
A partir de quais parâmetros você se definiria?

[Bjs e Obrigado]

Fernanda Senger disse...

Corrigindo:

A comunhão dessas três características são um fotograma de um fragmento da visão que uma pessoa tem do mundo e da forma de se relacionar com tudo ao seu redor, captado através de lentes polidas/distorcidas pelas idiossincrasias nossas de cada dia.

Ah! Vale dar uma olhada na abordagem que Max Heindel faz dos primeiros versículos do Gênesis (Antigo Testamento)no livro 'Conceito Rosacruz do Cosmos'. Tem na 'mula',e na internet pra baixar. (É só 'dar um Google' com o nome do autor). O livro todo vale um passar de olhos, embora o autor se expresse algumas vezes de uma forma que na atualidade é encarada como politicamente incorreta.

MaFê

Fernanda Senger disse...

Fê,

eu sou uma Consciência que vive a experiência de Ser Humano, com toooooodaaaaaaaasssssssss as possibilidades que o universo Humano oferece. Quero tudo, quero Agora!( Agora da Filosofia Yogue, viu?)


Olha só:
eu fiz a tabelinha de vocês ontem e hoje, e já 'deu' tudo diferente.
E olha, que segundo os seres humanos que me acompanham nesta vida, a constância e a auto-disciplina são minha segunda pele.
Eles falam assim porque para eles parece que eu tenho tempo pra tudo, e estou sempre cheia de energia e refrescada.

{Beijo, meter minha colher torta no brigadeiro dos outros é um dos meus esportes favoritos; não boboeia, que eu como a panela toda, rsrsrsrsrs.)

MaFê

Felipe Melloso disse...

A Sua Consciência de "Ser Humano" tem consciência do que é?

Como ela atinge essa "consciência"?

A tabela que de ontem pa hoje já mudou, expressa sua mudança de opinião? Ontem sua opinião era uma e hoje é outra ou ela está te indicando a evolução da sua opinião?
Ou ela não expressa opinião alguma, é apenas uma brincadeira, um jogo em que podemos roubar de nós mesmos?
A tabela, é uma tabela que pode e deve mudar!
As formas de se definir, não.
Sentimentos da "mente" como inveja, egoísmo, medo, entram no "pensar".
Expressar que sua colher mexe o brigadeiro dos outros, define você de alguma forma?
Você pensar que é uma "consciência que vive(...)", define você de alguma forma?
Você agir de acordo com esse pensar, ou agir sem pensar, define você como alguma coisa?
O que mais definira você além dessas coisas?
Qual dessas não definem você?

[Sua colher é bem vinda, rs!]

Fernanda Senger disse...

A opinião muda porque muda o foco:
ex.
Dízimo=> se na mente liga com a Roma antiga, eu associo com '1 em 10'
(as legiões rebeldes eram dizimadas, ou seja, 1 em cada 10 soldados era morto como punição pela revolta);
=> se liga com meu jeito de viver, eu associo com poupança (pra mim, pra algo bom, bacana).

A Consciência aparece por vezes durante a prática do Hatha Yoga, nos asanas, nos pranayamas, na meditação, raras vezes quando estou em outras atividades.
Eu me coloco a disposição e de vez em quando, ELA=EU aparece
(e então, não penso o que ou quem sou, apenas SOU),
embora ELA=EU esteja sempre experimentando o mundo através das possibilidades de perceber que este corpo humano (agora escrevedor) e refinado instrumento oferece.

Por hora, entendo que é a mente que gera os sentimentos (o hipotálamo, nossa indústria farmacêutica particular, produz neurotransmissores que variam de acordo com a emoção/sentimento), muitas vezes porque gostamos de nos definir de uma determinada maneira e acabamos viciados em nós mesmo.
Por isso, se definir pode ser uma armadilha, um sarcófago.
Piora quando aceitamos os valores impostos pela mente racial para nos definir.
Piora muito quando resolvemos aplicar ‘tudo isso’ nos outros.

Não percebo os sentimentos e emoções na mente, estão mais 'baixo' no corpo: sentimentos (amor, bem estar, compaixão, ...) estão lá pela altura do coração e emoção (inveja, raiva, egoísmo, medo, ...) estão mais em baixo ainda, nos órgãos como fígado, estômago, rins, ... .

É claro que o simples ato de existir me define, e minhas escolhas também.
Porém, não são mais fonte de perturbação: não ‘fecham’ os caminhos, não criam necessidade de satisfazer as expectativas dos outros.

Eu caminho em direção à liberdade, e posso agir por impulso, ou pensando muito; posso hoje ser vermelha e amanhã ser azul; e isso significa que mantenho a direção de ser fiel a mim mesma, o ponto de onde parto e para onde retorno.

Um olhar externo ou superficial pode ‘ver’ tudo isso como um jogo, uma provocação, ou como mudança de opinião, ou como falta de estabilidade.

A definição não importa (mas a que agora me dou está lá no perfil do Orkut: Arguta/ inquietAção serena); importante é o brilho nos olhos.

Beijo.
(Você dorme meditando??? Rsrsrsrs)
MaFê

Felipe Melloso disse...

Interessante.
Definição = Armadilha
Existir = Maior Definição
Logo
Existir = Armadilha

Não mesmo!

Quem muito pergunta não se define (apenas pensa),
Quem muito questiona não se expressa,
Quem questiona demais não age!

E não faz nada disso pq passa o tempo todo questonando o já explicado. ;-)

Gasta o tempo questionando o que não quer entender, pq se chegar a enteder vai perder a unica graça que se tem: a de questionar para buscar!!!!

[definida]
(Valeu por participar dessa grande "armadilha"!)
;-)

eu durmo de olho aberto e não sou dois há muito tempo!

Fernanda Senger disse...

Humm, Aristóteles passou por aqui.
E não encontrou com Lao Tsé.

Se sua xícara já vem cheia, eu não posso sequer lhe oferecer uma gota de chá, que vai derramar chá quente no seu colo.

O quanto é 'muito'?

(vou te mandar por e-mail uma proposição matemática totalmente lógica porém politicamente incorreta e sob o meu ponto de vista, inválida, rs! Mas tá lá, muito bem argumentada, que nem a sua. )

Beijo,
quem é dois, cara pálida?
Eu só tenho o nome duplo.
MaFê