segunda-feira, 10 de março de 2008

JIHAD (جهاد) - Não é Guerra Santa!

Um budista, meditando...
Um cristão, rezando com seu terço nas mãos...
Um hindu, meditando...
Um muçulmano, rezando de joelhos...
Um ateu, refletindo sobre seus atos e quais caminhos seguir...
Um evangélico, de braço erguido, pedindo benção...
Mas eu poderia dizer:
Um budista em Jihad, um cristão em Jihad, um hindu em Jihad, um ateu em Jihad, um evangélico em Jihad... Daria no mesmo!
Jihad não é o ato de rezar, orar ou meditar, muito menos o de fazer guerra por aí!
É uma palavra árabe que exprime a busca do homem por si mesmo, a luta entre mente e coração, alma divina contra vontade terrena.
Quando ocorreram as Cruzadas, Jihad foi associado à Guerra Santa... e uma coisa não tem absolutamente NADA a ver com outra.
Jihad é um conceito! É individual! O Islamismo diz que se uma pessoa que morre em Jihad, vai direto pro paraíso. Agora leiam assim: Uma pessoa que morre enquanto buscava a si mesmo, com certeza estará satisfeito...pela busca. Fez alguma diferença? Não! Porque não existe diferença. Quem cria essa diferença é o homem!
[Claro que você toma cuidado com tudo que lê. Que não acredita em termos e definições que são impostos pela “tradição e pela história” que – citando J.J. Benítez - nada mais é que “uma soma de interesses”, então procure ler artigos e livros de Bassam Tibi, muçulmano sunita, ele escreve bastante sobre esse assunto e essa diferença.]
Se você tivesse muita mágoa a respeito de algo ou alguém, e lutasse contra você mesmo em busca de perdoar, estaria numa Jihad.
Se estivesse sentindo ódio ou inveja, medo ou rancor e lutasse contra isso tudo em nome do Amor... estaria na mais bela Jihad – na verdadeira.
Se você acredita que explodindo seus inimigos por causa de terras e política é uma Jihad, você está tremendamente equivocado! Primeiro porque dominado pelo ódio você já perdeu a luta interior faz tempo. Se o faz em busca de privilégios divinos , esqueceu que estará explodindo seus irmãos, filhos Dele, e não se consegue barganhar com Ele.
A associação de Guerra Santa com Jihad é um erro Ocidental, muito conveniente para o mundo árabe quando o assunto é recrutar gente disposta a “morrer aqui pra se dar bem lá”.
O interessante é pensar que nenhum líder religioso extremista se explode pela guerra santa...
Devemos entender que a Jihad é um ensinamento tão lindo e universal, e que está contido em todas as religiões, só que com outro nome, e que pode ser praticado por qualquer um a qualquer momento.
Será mesmo que Jesus ficou aquele tempão todo no deserto lutando com o Diabo? Será?
Se o fez... estava em Jihad! E venceu!
Guerra Santa – como disse a Isabel e o Renato Russo - não existe, de repente Guerra Ridícula, talvez seria um termo melhor!
Jihad – é um conceito: Mal interpretado pelo ocidente. Muito mal utilizado pelos Árabes.
O Mujahid é aquele que está em Jihad.
“Jihad” se escreve assim: جهاد (da direita para a esquerda)
A tradução literal é “exercer esforço máximo”.
Qual esforço máximo vale mais que o de buscar a si mesmo?

3 comentários:

Fernanda Senger disse...

Minino,

como cês falam de guerra aqui!!
;)!

'Jihad', como explicado por você, se assemelha a 'Tapas'( 'grande esforço', 'austeridade', ' esforço ardente').

Tapas é um dos Niyamas, que são 5 disciplinas pessoais relacionadas por Patanjali no Yoga Sutra.

Beijo,

Anônimo disse...

Ninõs!!!

Muito boa resposta, é isso mesmo, o Jihad é nada mais nada menos que a guerra interior que travamos entre nossa "mente" e nosso "coração".
É uma busca ao nosso eu não conhecido e não desvendado, não compreendida pelos que aqui vivem, se transformou em uma Guerra EXTERNA pelo poder.

Como disse o Niño Felipe:

"Devemos entender que a Jihad é um ensinamento tão lindo e universal, e que está contido em todas as religiões, só que com outro nome, e que pode ser praticado por qualquer um a qualquer momento."

Se pode ser praticado por qualquer um e a qualquer momento...nada mais é, que a Voz de Nossa Alma, foi assim quisto pelo Pai.

Gracias por me ajudarem nesta aventura Niños, os aguardo ahora nas desmais "Aventuras" de cunho maior!

Aisha disse...

ola, senhores, desculpe mas vcs estao todos enganados, sou muculmana ahl sunnah - salafi, isto eh - sigo(tento seguir) o Islam puro, sem inovacoes , que tem como paradigma o modo de vida praticado pelo Profeta Muhammad (saws) e as 3 primeiras geracoes de muculmanos.

Jihad significa esforco maximo individual na Cause de Allah(swt). Implica na disponibilizacao dos bens e das pessoas ao sacrificio pela causa do Islam. Em tempos em que a guerra nao eh necessaria, isso pode se referir ao esforco pelo aprimoramento espiritual individual, mas em termos gerais , jihad conota o sacrificio dos interesses individuais pela causa coletiva,isto eh, a Causa do Islam, ou Causa de Allah(swt).
Por isso o maior ato de jihad eh o sacrificio do beneficio individual pela vitoria da Comunidade Muculmana como um todo, nos campos de batalha, impedindo o avanco das ocupacoes inimigas e lutando pela reestruturacao do Estado Islamico que o Ocidente destruiu em 1924.

Infelizmente, os brasileiros nao sabem as origens historicas da atual guerra entre o Islam e a Conspiracao Mundial, mas uma curta pesquisa eh suficiente para descobrir que ha quase 100 anos os muculmanos vem sendo sistematicamente agredidos pelo Ocidente ,que impede que eles se organizem de acordo com a lei islamica. Nao esta em questao o que o Ocidente acha da Lei Islamica, o que esta em questao eh o direito dos muculmanos de aplicarem a Lei Islamica, que tem fundamentos religiosos e dogmaticos, por tanto nao pode ser questionada por ignorantes. Os mujahdin da al qaida , por exemplo, lutam para que os muculmanos realizem esse direito e venham um dia a aplicar a Lei Islamica.

A proposito, nao queremos aplicar a Lei Islamica no Ocidente, vcs tem sua religiao, nos temos a nossa, o Islam eh so para os muculmanos, mas como eh uma alternativa de vida superior ao materialismo moderno, o Ociente impede sua expressao politica e divulgacao, com medo que quando as pessoas souberem da verdade, se voltem contra o sistema que as esta escrevizando e enganando.

Os conceitos descritos no site nao se referem ao Islam puro, original, e sim a inovacoes introduzidas bem depois da morte do Prefeta Muhammad(saws) que vierm enfrequecer esta comunidade.

Caso desejem mais informacoes, entrem em contato. aisha_aini@hotmail.com