sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Verdades que ferem - Parte 2/2

Jussara estava namorando há duas semanas quando foi almoçar na casa dos pais de Igor. Para encerrar com chave de ouro, foi servida de sobremesa, a especialidade de Dona Claudete: torta de pêssego!
A torta foi servida a todos e coroou o primeiro almoço de Jussara com a família Gomes. Jussara achou uma merda! Rançosa, doce demais e mole. Uma porcaria!
Então Igor, para quebrar o gelo perguntou: “Não te falei? O que achou da torta de mamãe?”
TÓIM!
O que você faria? O que responderia?
Eu diria “estava maravilhosa, Dona Claudete.”
Pronto, agora sou um mentiroso, cretino, certo?
Jussara gostava de dizer a todos que não mentia. Que abominava mentira. Até para ter um pouco mais de controle e saber mais sobre seu namorado, pregava isso aos ventos. E agora?
Todos nós gostamos da verdade certo? Principalmente quando ele não magoa, certo?

Mas e a verdade que fere?
Não adianta você dizer que prefere assim mesmo, já sabemos que isso é o bonito de ser dito. Depois, é você incomodado (ou chorando) o dia inteiro porque ouviu algumas poucas e boas. Ou o que é mais ridículo: afirmando para si mesmo que aquelas “verdades” eram infundadas.
Eu, particularmente, gosto de assistir essas partes.
Você acha que tem o direito de ferir alguém só porque gosta de contar verdades?
Você conta, para você mesmo, as verdades que te machucam a seu respeito?
Há quem diga que “omite”, mas não mente. Omitir é igual a esconder. Esconder a verdade.
Omitir é deixar de dizer. Omitir teria gerado um clima terrível na mesa de jantar da família Gomes. Jussara preferiu mentir. Ou seja, ela “deu” algo as pessoas interessadas em sua resposta.
Que tal dizermos uma verdade agora?
Todos mentem. Mentimos para agradar. Mentimos para evitar brigas. Mentimos para nos beneficiar ou livrar-nos de culpa.
É assim que estamos. Após milhares de anos de labuta, o melhor que a humanidade conseguiu foi “mentir porque a verdade machuca”.
A verdade sempre é a melhor opção, mas a Dona Claudete está pronta para isso? A família Gomes? VOCÊ está pronto para isso? Será que as pessoas que você ama estão?
Acredito que não. Então mentimos. Não é justo machucar ninguém com as nossas verdades.
Agora, se por ventura, alguém avistar algum sinal de evolução na humanidade me avise!
To cansado de viver num “mundo de pernas curtas”.

28 comentários:

Esconderijo disse...

Muito interessante o texto. a mentira e a verdade andam juntas, na minha visão. É impossível não mentir as vezes, mas é socialmente correto dizer que não mente.

Gostei do blog.

Um abraço>

http://escondidin.blogspot.com/

rosangela disse...

Adorei a sua reflexão ..

Um outra coisa ,, já reparou que quando a verdade é muito simples .. as outras pessoas acham que vc está mentindo .. parece que prefere um bela mentira toda elaborada do que uma simples verdade .. é complexo isso .. rsrs

Abç.

Anelise disse...

Eu concordo. As vezes dizer uma mentira "inocente" é a única saída.
Infelizmente esses tipos de mentiras são educadas e necessárias muitas vezes. Temos que nos controlar ao abrir a boca porque aquele velho ditado faz muito sentido: Quem fala o que quer, ouve o que não quer

Marcelo disse...

ACho que mentimos porque nem sempre a verdade é para ser dita. Há uma idéia maniqueísta de que verdade é sempre bom e mentira sempre mau.
Não creio que seja verdade. Até mesmo a mentira possui um lado social que torna nossa convivência entre humanos suportável.
O seu texto é bom, bem escrito, inteligente, me deu vontade de comentar.
Mas imagina se eu chegasse aqui e encontrasse um texto tosco em miguxês ao estilo "meu diário sei lá mil coisas.." Aquela porcaria teen clássica...

Mentir e ser gentil ou abrir o jogo e dizer: putz, que merda é isso aqui.

A mentira é um bem social na maioria das vezes é permite que covivamos sem matarmos uns aos outros...rs

Gostei daqui. Você me cativou pelo seu texto.
Parabéns.

Marcelo

Arthur Santana disse...

muito bom o blog, parabéns!
o layout é um dos melhores que já vi!

--
www.moolegal.wordpress.com

Alisson disse...

Nossa! tá bom eu minto! eu assumo! kkkkk.

O perigo de mentr nesse caso éo seguinte "a torta da senhora estava ótima!!!" " ah que bom que vc gostou, vou pôr outro pedaço no seu prato!" hehehe

isso se aplica a tudo na vida, há sempre um meio de não machucar as pessoas, claro, levando em conta que é preciso um sacrificio da nossa parte ( em alguns casos)

-------
www.dacordasuapaz.blogspot.com
-------

Fogo disse...

Fiquei a pensar com o seu artigo... e que lindo cãozinho.

http://fogodeletras.blogspot.com/

Flá Romani disse...

Gostei muito. A verdade as vezes nos fazem ficar com a "pulga atráz da orelha", o que deveria acontecer é o contrário.... mas no mundo em que vivemos infelizmente é assim

ederdbz disse...

por isso é dificil dizer que você NAO MENTE... há momentos em que é necessario mentir, para o bem das pessoas que o cercam (ou para seu proprio bem)...

Danilo disse...

todos mentem, e eu acho isso ótimo. =D

grupo gauche disse...

everybody lies... ja diz o dr house... todos mentem... lindo o cachorro ^^

Diego disse...

Na maioria das vezes é melhor mentir....

Márcio Ribeiro disse...

Gostei muito do seu texto, pelo fato de nos remeter a uma reflexão sobre a possibilidade de existir uma mentira que seja benéfica.

O fato é que em um mundo repleto de grandes mentiras e enganações, mentiras pequenas como essas, são sim aceitáveis, até mesmo pelo fato de ser também , ao meu ver, um gesto de educação não criticar a torta mencionada em seu texto.

www.comideiaseideais.blogspot.com

Murilo disse...

Nessa horas é falta de educação falar uma coisa dessa , eu ia falar, "tava bom" e tentaria deixar alguma coisa no ar sem ser mal educado rsrs

Mais nunca tive esse problema , dou sorte no setor gastronico rsrs

Flá Romani disse...

Olha eu por aqui de novo ^^

vou ver outro post do seu blog

Rosangela A. Santos disse...

Olha eu de novo pareciando o seu blog .. rs

Abç.

Teo Brito disse...

Já tentei passar um tempo na mais sinceridade possível, e não consegui.

E complicado dizer a verdade sobre algo, que possa ferir o sentimento de alguem. Por mais que isso pareça imoral, mentir é preciso.

iti disse...

as pequenas mentirar tbém podem gerar grande conflitos, então nenhum tipo de mentira sera correto usar...


http://500x100.blogspot.com/#

Raii disse...

O que acontece é a verdade do ditado a tona:

"A verdade dói"

Mas nem todos assumem!

Martin disse...

um animal sempre funciona ne?

cachorros... minha "pachão" =D

Trujillo disse...

Acredito que mentir seja um termo muito forte - senao para generalizar - a situacao descrita. o 'mentir' relatado na estoria nao se encaixa - prefeitamente - com o sentido da palavra em si. O modo pelo qual conduzimos nossas estorias pessoas e repleto de caminhos estreitos e escolhas. Por mais que ela tenha se 'traido' de uma certa forma, ela encontrou outras forma de 'verdades' que nao se aplicam somente a ela mesma e ao que pensa. Se deparou com a 'verdade' de outras pessoas - essas queridas. Adentrar esses caminhos nao eh facil,mas importante par que compreendamos o quao delidado e impotante sao relacoes. E, sem duvida, estar aberto outras perspectvas de um mesmo fato.
Gostei muito da ideia do texto. Propicia muitos pensamentos e reflexoes.
Abrcs
Trujillo

André disse...

Olá! Vim retribuir o comentário de ontem.
Verdade ou mentira... Eis a dúvida...
O problema não é a mentira em sí mas, a banalização da mesma...
Abraços!

amandaedalete disse...

Massa o texto, ja tinha passado por aqui, o grupo maos é massa!

MaFê disse...

Fê,

falar a verdade, sempre.
É mais fácil, não tem de ficar lembrando qual foi a (a)versão da estória que você contou pra qual pessoa.

Falar a verdade, como se ela fosse uma lâmina de obsidiana: precisão circúrgica para preservar a vida e não causar a morte. É possível, exige delicadeza e perspicácia, não opila o fígado e garante a leveza.

Temos mesmo problemas com a verdade nua e crua, tem um conto indiano bem antigo no Experimente que versa sobre isso:
http://experimentexto.blogspot.com/2008/07/moa-do-vestido-vermelho.html

Aliás, amanhã linko este seu post, que tava mesmo querendo escrever umas verdades ;-) no 'Leituras de Domingo'.

BeijOM,

b disse...

Então compre uma perna de pau.
Porque vamos continuar vivendo num mundo de pernas curtas sim.
Todos estamos mais tristes hoje do que ontem, mais melindrados, mais perdidos.
A verdade´seria sim um tratamento de choque eficaz.
Mas não estamos dispostos.
Falta disposição.
Por enquanto, estamos na pré disposição, apenas.
Já é alguma coisa.

MaFê disse...

Tá linkado,
http://experimentexto.blogspot.com/2008/11/leituras-de-domingo_30.html

:-*,

Anônimo disse...

Felipe,
Interessante sua reflexão e demonstras muita jovialidade também.... com o passar do tempo vc irá rever todos esses conceitos...
Dizia-se que a mentira era um pecado abominável mas, ao mesmo tempo,existia a mentira convencional...essa, era aceitável quando em prol de uma boa causa.
Hoje, uma pergunta se faz necessária : "QUEM É DONO DA VERDADE???"
Eu? você? Todos nós??? Difícil é saber responder, mais ainda, dizer que, é melhor mentir pra não ferir ou esconder a verdade. TODOS NÓS BRIGAMOS POR ELA!!!! Portanto, meu caro Felipe, melhor mesmo é deixar que todos opinem, quem sabe um dia teremos uma resposta satisfatória.

"Dandara" disse...

Felipe,
Ahhhhhhhhhhh, não sou uma farsa... nem uma mentira...rsrsrsr
eu existo, houve sim uma falha na hora de encaminhar meu pitaco. Parabéns pelo texto!!!!