terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Bacia Mitológica

Se eu pudesse listar os defeitos da humanidade, certamente, lá no finalzinho, colocaria esse:
Defeito 8967 - Não sabemos enxergar onde erramos!
Lembra aqueles filmes mitológicos* em que os Deuses assistiam a humanidade através de uma espécie de bacia com água? Guarde essa imagem. Vamos usá-la daqui há pouco.
Os maiores erros que cometemos não são intencionais. Concorda?
Se você fizer, de caso pensado, o que julga um erro, então estará acertando. Afinal, você conseguiu o que queria. Foi um sucesso! Erros são quando as coisas que planejamos, queremos e desejamos, NÃO saem como gostaríamos.
Em muitos casos, ferimos os outros, magoamos pessoas, desrespeitamos nós mesmos, ERRAMOS, sem saber. Mais uma vez volto a dizer: se soubéssemos, não erraríamos. Se sabemos, somos pessoas más e desprezíveis, mas não erramos. Acertamos!
No entanto, muitos de nossos erros são vistos por outras pessoas. Muitas vezes nós enxergamos os erros dos outros.
Por que tamanha dificuldade de percebermos quando estamos errados?
Veja que não estou indagando sobre assumir erros, ou reconhecê-los perante alguém. Estou falando de notá-los! Percebê-los. Chegar em casa e dizer: “Eu errei quando disse aquilo...”, “Eu errei quando fiz aquele telefonema”... normalmente resistimos, nos inundamos de justificativas e lutamos para estarmos certos. Mas sempre precisamos de alguém que nos diga “você está errado”... alguém que mostre o que não fomos capazes de perceber. Isso vai de sermão de mãe até conselho de amigo...
Por que não sabemos enxergá-los? Será que se os enxergássemos seria mais fácil assumi-los?
Quando discutimos com alguém, estamos na verdade, lutando para “estarmos certos”. Em caso perdido, lutamos para estarmos “menos errados”... Já lhe ocorreu que se fossemos capazes de enxergar nossos próprios erros, através de uma simples reflexão de nossas ações, não haveria mais no planeta uma única discussão sequer?
Namorados decidiriam qual filme assistir num simples diálogo. Noivos escolheriam a cor do sofá. Você se desculparia com seus amigos antes deles fecharem a cara para você. O perdão viria, antes mesmo da culpa. Você não se envergonharia, nem precisaria debater para provar algo que você vê... assim como a outra pessoa vê.
Mostraríamos nossas diferenças, e aceitaríamos as melhores idéias. Dividiríamos nossas diferentes visões do mundo, sem precisarmos estar certos ou encontrando pequenas falhas em nossos pensamentos a medida que deixaríamos as melhores idéias se fundirem com as nossas.
Você não estaria livre de cometer erros. Só não precisaria de brigas e discussões para notá-los. Você até poderia ser estúpido com sua mãe, mas não precisaria vê-la triste para saber que exagerou...
Normalmente criamos nossas justificativas. Conseguimos ser até bastante ridículos nelas. Dificilmente gostaríamos de estar errados. Mas mesmo assim, erramos o tempo todo.
Não é uma apologia ao erro. É uma apologia à Bacia Mitológica. Uma bacia que se use para enxergar a si mesmo! E pasmem, já nascemos com ela! Mas, espertinhos que somos, usamos como os Deuses Mitológicos, para ver os outros...
Você pode começar a refletir sobre suas ações no exato instante que as tomou. Pode pensar se usou as palavras certas, para as pessoas certas. Pode usar essa habilidade que tem em analisar os erros e problemas dos outros e aplicá-los em si. Encontrá-los antes de qualquer pessoa.
Vergonha não é errar. Vergonha é nem ao menos tentar enxergar seus erros.
Aquilo que é certo, não precisa ser debatido. Se há discussão, é certo que há alguém errado. Erramos na vida. Faz parte dela. É passagem sine qua non... são pedágios que pagamos para podermos seguir. Sem pagamento (aprendizado e evolução), ficamos parados, entalados no pedágio, vivendo o mesmo erro de mil formas diferentes...até estarmos prontos para prosseguir.
John Lennon cantou “viver é fácil com os olhos fechados, entendendo errado tudo que vê”. Muitos aplaudiram, poucos escutaram.
Renato Russo cantou “estou acordado e todos dormem”. Muitos cantaram juntos, enquanto dormiam.
Está na hora de colocar a bacia no centro da sala e deixar de brincar de Zeus.


* Veja a bacia em Clash of The Titans - Fúria de Titans

36 comentários:

Luciano R. Correa disse...

E considero, muito pior do que não enxergar o erro, é saber que ele aconteceu e não admiti-lo, e talvez pior é admiti-lo e não querer arcar com as suas conseqüências, seja um singelo pedido de desculpas.

Jovens Tolos... disse...

Quando o erro é cometido e pessoa admite, da pra perdoar, mas ter a certeza de que o cometeu e enganar a si mesmo...

[flor] disse...

errar faz parte de ser humano.
não existe perfeição.
não somos deuses e estamos bem longe de ser...

é fácil apontar erros e defeitos em outras pessoas.
é simples sempre ficar olhando de fora, atentos apenas ao que acontece com os outros e não conosco, como se fossemos incapazes de errar...

mas erramos.
e erramos muito, ainda mais quando agimos assim.

a vida não é feita apenas de acertos, mas de erros também, eles nos ajudam a crescer e aprender... o que precisamos aceitar é que muitas vezes, reconhecer o erro é o mais difícil de todos os acertos.

beijos a todos

André disse...

nao podemos esquecer que a sociedade nao forma homens e sim canalhas...

Aline disse...

Ótimo post, muito bem escrito e me fez pensar muito...

Não somos perfeitos, mas a intenção é o que define nossas ações...

Beijos !!!

†YaGo-SaN† disse...

erros e erros...
mas penssando bem, em muitos filmes mostravam coisas que não tinham nada a ver...xD
mas também não tem como provar que esta errado...
abraços!

http://wallnosekai.blogspot.com/

Luciana disse...

Nossa, seu texto ficou simplesmente perfeito!
Parabéns pelo blog - além das palavras em dose exata, o layout é maravilhoso!

abs

Duda disse...

Quando a pessoa assume um erro, é mais facil de perdoar, comete ele de novo, acho que não dá para perdoar, e quando ela mente ela se engana a si mesma!!!

Duda disse...

Quando a pessoa assume um erro, é mais facil de perdoar, comete ele de novo, acho que não dá para perdoar, e quando ela mente ela se engana a si mesma!!!

Wander Veroni disse...

Reconhecer o erro e ter humildade para mudar é a melhor mostra de caráter e sabedoria que uma pessoa pode ter.

Abraço,

=]

-------------------
http://cafecomnoticias.blogspot.com

Rafael Iglesias disse...

Perfeição no texto e tema interessante.

Michell Niero disse...

Perfeito, tratei disso no editorial da minha revista eletrônica desta semana. Somos todos arrogantes, nos julgamos superiores a qualquer outro animal por ter um encéfalo desenvolvido e habilidade motora para manipular coisas. O fato é que mesmo diante desse potencial, ainda não conseguimos canalizar isto para o bem comum.

Queremos, sim, disputar quem redescobre a roda primeiro, enquanto que o impacto sentido por quem nem sabe o que é uma roda pouco ou nem é notado. É dessa forma arrogante que pretendemos dominar a natureza, acumular conhecimento e lutar por um suposto progresso. Errando, errando e errando cada vez mais.

Mijei disse...

é complicado d+, errar por si só já é ruim, aceitar o erro então e ter a dignade de pedir desculpas é ainda mais complicado, mas o texto é muito bom faz a gente refletir!

parabens

Mijei de Rir - Alegria e diversão!

antoniopimenta disse...

Nossa muito bom o texto, parabéns!!


Abraços
:)

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

NÃO ACREDITO QUE SOMOS TÃO ERRADOS ASSIM...

TUDO É CONCEITO
CERTO
ERRADO
DEUS
DIABO

Jonas Migotto disse...

como diz o ditado
errar é humano

Lucas Soares disse...

Interessante a utilização dessa bacia. Realmente deixamos muito de olhar para a vida do próximo e esquecemos da nossa. Auto-análise é muito importante. Se pensássemos antes de agir o mundo certamente seria bem melhor.
Ótima iniciativa!
=)

http://esperaemdeus.blogspot.com/

Kid disse...

a sociedade prega o bem mas o sistema só alimenta o que é mal!

Leo Pinheiro disse...

A lista realmente é grande e a mitologia, a dramaturgia, as artes estão aí para nos lembrar dela.

Corrigir... Bem, aí já é um outro passo. rs

Mas nos olhar, nos perceber através da obra de outrem já é muito bom.

*off post
Não estou sumido não. Mas tenho que comentar entre uma folguinha e outra! rs

Rubra disse...

Concordo... Acho que o mais importante é refletir sobre o que e porque esta se fazendo... Tentar tirar alguma coisa boa de cada situação.. Reconhecer os erros, e tentar melhorar.
Ótimo texto, adorei!

greatdj disse...

É errando que se aprende.
Pelo menos deveríamos.
Adorei o conceito inicial, se fazemos algo de caso pensado, então realmente é um acerto.
Mas tem muitos erros que provocam acertos, isso é bom.

Nayara Carpalhoso disse...

Adorei o texto...
Nos faz repensar certas atitudes...
Errar ou Acertar?
Só depende d nós!!

Bjuu

Veiga disse...

mt bem escrito...

e vlw pelo comentário.

=)

Leo Pinheiro disse...

O roubo das doações paas vítimas da das enchentes mostram o quanto socialista é a nossa sociedade. rs

Talvez por isso Karl Marx disse que a té a morte é uma manifestação capitalista, pois a dor é pela perda!

Tem lógica.

Flá Romani... disse...

Quando começei a ler seu post lembrei do filme Fúria de Titans ( que eu gosto muito e tenho o DVD ).... e realmente vc menciona ele..... incrível como muitas coisas nos faz perceber o quanto errada ou certas são nossas atitudes....

Ronaldinho disse...

quem nunca errou? é errando que se aprende, a cada dia procuro errar muito para aprender com isso

Ronaldo
www.ronaldo75.wordpress.com

Rosangela A. Santos disse...

E considero, muito pior do que não enxergar o erro, é saber que ele aconteceu e não admiti-lo, e talvez pior é admiti-lo e não querer arcar com as suas conseqüências, seja um singelo pedido de desculpas.[2]

Pena que não tem como eu bater palmas .. perai .. plaft. ..plaft. ..plaft. ..plaft. ..

Estou virando fã do seu blog .. rsrs

Abç.

Yza. disse...

Nossa, li no momento certo esse texto. Muito bom!
Adorei o blog, até add nos meus favoritos. Beijos

Marcio Santos disse...

erro...
uma questao a ser analizada,,,



Se puder passa no meu:

http://paginadacomedia.blogspot.com/
http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=12746242

Uma boa tarde!

Alice Daniel disse...

Além de muito bem escrito, um assunto a ser lido, relido e amplamente analisado por cada um. Será que essa compreensão e aceitação do erro não vem com a maturidade?(escrevi maturidade e não idade)

ligiaferraz disse...

achei muito legal o texto. concordo com as coisas que tu disse. acho que as coisas sempre acontecem por um motivo, e as vezes é preciso errar muito pra então poder acertar. pode demorar muito, pode aprender rápido. o que não muda é que cometemos constantes erros pra melhor nos conhecermos e saber quem realmente somos e do que somos capazes.

gostei mesmo do texto! parabens :)

kikinhah disse...

Muito bom o texto, ótimo para refletir!
BjOs

mateusbonez disse...

Nossa, demais.

Esperando vs :D
http://tiomah.blogspot.com/

RJ disse...

muitas pessoas sabem do erro que cometeram, mas infelizmente não conseguem enxergar a gravidade ou simplesmente n querem assumir que erraram... esse é e continuará sendo um dos piores defeitos dos seres humanos!

abraços

Francisco Jamess disse...

sem querer parecer sem opinião, mas concordo com tudo que você falou aí. rs
síntese muito boa. escreve bem.

abraço.

****Dandara**** disse...

Realmente muito interessante suas reflexões.... me fizeram lembrar um poema "O homem do espelho" que diz...
"Na estrada da vida, você pode enganar o mundo inteiro,
e receber palmadinhas no ombro ao longo do caminho, mas
seu último salário será de dores e lágrimas, se enganou
o homem que o fita no espelho. Nesta poesia de Dale
Wimbrow vê-se como é importante a relação consigo mesmo
e como é fundamental saber viver a vida sempre em
harmonia com os próprios sentimentos, sem importar-se
com a opinião das pessoas ao redor."
Parabéns!!!!